Usiminas vai investir no Hospital e retomar contratações

Anúncio foi feito pelo presidente e diretores da Usiminas, em visita ao prefeito Ademário na manhã desta sexta-feira (6). Hospital reabre em dezembro.

Os acontecimentos desta semana podem indicar uma virada de página para a cidade de Cubatão. O anúncio da Fundação São Francisco Xavier para o comando do Hospital de Cubatão parece ter animado a comunidade, desgastada com um ano de sofrimento.

Por outro lado os entraves jurídicos que atrasaram a reabertura do Hospital dificultaram também o avanço do governo Ademário.

Nesta sexta-feira, o presidente da Usiminas e comitiva visitaram o prefeito. Além dos investimentos no Hospital, o presidente da Usiminas anunciou ainda, a retomada de contratações de trabalhadores pela usina de Cubatão, em razão da reativação de setores que haviam sido fechados há dois anos.

Recentemente, foram contratadas 80 pessoas para atuarem no setor de laminação a frio. Segundo o presidente Sérgio Leite de Andrade, a usina vem, gradualmente, aumentando sua produção. "O setor de laminações a quente, por exemplo, que estava produzindo 100 mil toneladas mês, passou neste trimestre a operar com 150 mil toneladas".

Hospital abre em dezembro

O contrato entre a Prefeitura e a Fundação São Francisco Xavier, que permitirá a reabertura do Hospital Municipal, está pronto para ser assinado já na próxima semana, dependendo apenas da aprovação da Câmara, o que deve acontecer com ampla maioria na próxima terça-feira. Na semana seguinte a Fundação começará os trabalhos de reformas e higienização das instalações, para reabrir o Hospital na primeira semana de dezembro.
Hospital

O Hospital começará com 75 leitos e, após 90 dias, terá mais 50, dependendo do fluxo de pacientes. Em capacidade máxima, o hospital poderá ter 200 leitos e 500 funcionários, além da equipe médica. As contratações, obedecendo a metodologia de seleção da empresa, serão feitas por meio do PAT.

Tais informações foram prestadas na manhã desta sexta-feira (6) durante visita feita ao prefeito Ademário Oliveira por Sérgio Leite de Andrade, presidente da Usiminas, a quem a São Francisco Xavier pertence , e por Luis Marcio Araujo Ramos, diretor executivo desta fundação.

A visita ocorre um dia depois da habilitação, pela Prefeitura, da Fundação São Francisco Xavier. O presidente da Usiminas estava acompanhado de parte da diretoria da empresa e da direção da usina de Cubatão. O ato, segundo o prefeito Ademário de Oliveira, tem grande efeito simbólico, pois demonstra que a nova gestão do hospital será desenvolvida com solidez e seriedade. "A Fundação tem bastante credibilidade e tenho certeza de que ela fará um trabalho sério e importante em nossa cidade".

Sérgio Leite ratificou as declarações do prefeito: "O hospital é muito importante e irá atender a cidade e toda a região, assim como os funcionários da Usiminas. A Fundação São Francisco Xavier será a garantia desse atendimento, por ser referência em tecnologia médica, hospitalar e em gestão", disse.

Alta Complexidade

A Fundação já nomeou diretor para o hospital, que foi apresentado durante a visita. Abner Moreira de Araújo revelou que, paralelamente à reabertura do hospital, começarão os serviços de adaptação dos anexos para atendimento especializado.

Estes trabalhos, com prazo de conclusão de 12 meses, e que serão coordenados pelo setor de Engenharia da Usiminas, incluem obras no prédio vizinho, originariamente destinado a abrigar o teatro municipal. Ele abrigará unidades de oncologia, hemodiálise e medicina hiperbárica.

O encontro

Participaram, também, da visita ao prefeito, Tulio Cesar do Couto Chipoletti, vice-presidente industrial da Usiminas; Takahiro Mori, vice-persidente de planejamento corporativo; Américo Ferreira Neto, diretor- executivo da usina de Cubatão; Cesar Augusto Espindola Bueno, diretor corporativo de Tecnologia da Informação; e Ana Gabriela Dias Cardoso, gerente-geral de comunicação corporativa.

A fundação

Criada em dezembro de 1969, a Fundação São Francisco Xavier agregou uma série de serviços até então mantidos diretamente pela Usiminas, como a administração, em parceria com instituições religiosas, do hospital e do colégio da cidade de Ipatinga, cidade onde fica sede da empresa.

Em 1981, a Fundação criou o Centro de Odontologia Integrada (COI), e, no início dos anos 1990, abriu-se para novas oportunidades, expandindo sua atuação a outros mercados. Com a Usisaúde, assumiu a gestão dos planos de saúde e odontológicos das Empresas Usiminas em todo o País, além de abrir opções a todo o mercado, consolidando-se como a operadora de clientes de diversos segmentos.

Possui mais de 4.500 funcionários e é composta por cinco unidades: o Hospital Márcio Cunha, o Colégio São Francisco Xavier, a operadora de planos de saúde Usisaúde, o Centro de Odontologia Integrada e o Serviço de Segurança do Trabalho, Saúde Ocupacional e Meio Ambiente. Recentemente, a Fundação passou a atuar também com uma nova unidade, ao assumir a gestão do Hospital Municipal Carlos Chagas, em Itabira.

Constituída como entidade filantrópica de direito privado, a FSFX é reconhecida pelo Ministério da Previdência e Assistência Social como uma Entidade Beneficente de Assistência Social.

Ler Jornal

Publicidade

Emprego

Serviços


Praias Estradas