acontece18anos001001

Cubatão contará com cooperativa de corte e costura industrial

Acordo de cooperação técnica foi assinado com a Valor Logística Integrada - VLI - para implantação do projeto

A Prefeitura de Cubatão e a Valor Logística Integrada (VLI), empresa que administra o Terminal Integrador Portuário Luiz Antônio Mesquita (Tiplam), assinaram na última terça (01) um acordo cooperação técnica, garantindo um investimento de R$ 850 mil na área de geração de trabalho e renda. Além do prefeito Ademário Oliveira, participaram o gerente geral da Tiplam, Alessandro Gama, secretários, lideranças comunitárias e representantes da VLI.

O investimento será destinado à criação de um curso de geração de renda de corte e costura industrial, e inclui a aquisição de maquinário, mobiliário e equipamentos necessários para a produção em larga escala. Em contrapartida, a Administração Municipal oferecerá a manutenção do espaço e dos profissionais responsáveis pela capacitação dos alunos inscritos.

De acordo com Ademário Oliveira, o objetivo é criar uma cooperativa, de maneira que ela supra a demanda, por exemplo, de uniformes escolares e funcionais, atendendo às empresas da região. "A própria Prefeitura será beneficiada com esse projeto. Poderemos adquirir os uniformes para as crianças da rede municipal por esta cooperativa, gerando renda para os cooperados e economizando no valor total. Ano passado, a Prefeitura investiu R$ 3 milhões nesse tipo de produto. É a chance desse dinheiro circular em nossa própria cidade", disse o prefeito.

O local, bem como o número de vagas oferecidas pelo projeto ainda não foram definidos. Isto tudo será pensado pela VLI, Prefeitura e comunidade. "Vamos construir esse projeto de maneira diferenciada, trabalho em parceria. Onde ele será instalado e para quem será destinado serão definidos diretamente com a comunidade, por meio de suas lideranças", afirmou Ariella Vaz, diretora da Secretaria de Assistência Social.

De acordo com informações da VLI, a previsão é de que o projeto do curso e da criação da cooperativa esteja pronto até o fim do ano, iniciando as atividades em 2018. Esse investimento faz parte do compromisso da empresa em contribuir com o desenvolvimento econômico e social das regiões em que está inserida. "Acreditamos que a geração de trabalho e renda tem impacto direto nas comunidades e por isso sugerimos esse formato para investir o montante. Nosso objetivo é cooperar com a sociedade e desenvolver a economia local", garantiu o gerente geral da VLI, Alessandro Gama.

Tiplam - Desde 2013, a empresa vem ampliando o Tiplam, localizado à margem esquerda do Canal de Piaçaguera. O terminal agregará a capacidade de 12,2 milhões de toneladas de grãos e açúcar ao sistema portuário de Santos, em uma importante e moderna alternativa para as exportações do agronegócio brasileiro. Localizado em Santos, o Tiplam movimenta cerca de 2,6 milhões de toneladas anuais de produtos tais como fertilizantes, enxofre e amônia. Com investimento de R$ 2,7 bilhões, o projeto de expansão da estrutura do terminal é considerado a maior obra portuária em curso no Brasil.

A ampliação prevê a construção de um berço para embarque de açúcar, outro para grãos e um terceiro para descarga de fertilizantes, além de um novo pátio de enxofre. Inclui ainda dois armazéns para grãos, um para açúcar e um armazém flex (açúcar e grãos). Uma peraferroviária - linha férrea em formato de pêra utilizada para a realização do descarregamento dos vagões e manobra dos trens - interligará as operações de exportação 100% à ferrovia. De forma comparativa, se o volume do Tiplam fosse realizado de caminhão corresponderia a 1.500 veículos/por dia nas estradas.

Eventos Acontece

Forum de Sustentabilidade

Baile Acontece Digital

Ler Jornal

Publicidade

Emprego

Serviços


Praias Estradas