Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

25 de maio de 2019

Mundo do surf

Atleta de Guarujá assume liderança no ranking nacional

Aos 7 anos de idade, Carol Bastides destacou-se na categoria sub 10

Rodrigo Koxa, Adriano Mineirinho e Jesse Mendes. Todos eles têm uma coisa em comum com Carol Bastides. Eles treinaram e moraram no Guarujá, assim como a jovem de 7 anos de idade, que tem tudo para alcançar o mesmo sucesso no mundo do surf.

Isso porque a competidora acabou de conquistar a prata na 1ª Etapa do Circuito Brasileiro de Surf Feminino, disputando pela categoria sub 10. Na oportunidade, ela também assumiu a liderança do ranking nacional, já que ficou atrás apenas de uma atleta peruana, que não pontual devido à sua nacionalidade.

Ainda na competição, Carol foi testada na categoria sub 12, onde ficou com o 7º lugar. Tudo isso ocorreu no último domingo (19), na Praia de Itamambuca, em Ubatuba (SP). Juliana Teixeira, que é mãe da esportista, conta que a mesma iniciou a modalidade há dois anos, logo se apaixonando pelo surf.

“Ela e a irmã mais velha viram o pai surfando e ficaram curiosas. Subiram na prancha e começaram a brincar no rasinho, sendo empurradas. A irmã mais velha não teve interesse pelo esporte. Já a Carol, criou uma conexão maior e um amor grande pelo surf. Desde quando tinha 5 anos de idade, ela já diz que quer ser campeã mundial”, ressaltou.

Carol treina duas horas por dia, revezando as práticas esportivas ao lado do pai e técnico, Adriano Bastides, com o aprendizado ao lado dos alunos da ONG CT Lugar ao Sol – onde está as terças e quintas-feiras. Ele destaca o esforço da competidora. “Ela treina todos os dias, sempre em ‘picos’ diferentes. Eu a levo na Pitangueiras ou Astúrias. Quando tem onda, também vamos no Guaiuba. Fazemos isso para que ela conheça diferentes tipos de onda. Assim, ela pode aumentar o seu arsenal de manobras, adquirindo uma experiência muito grande”.

O próximo desafio de Carol será pelo torneio Hang Loose Surf Attack. A disputa ocorre nos dias 28, 29 e 30 de junho, em Maresias. Por lá, a competidora novamente disputará na categoria sub 10. E pelo visto, o êxito é esperado outra vez. “Ninguém com a idade dela, faz o que ela faz. Ela progrediu muito bem no último campeonato (1ª Etapa do Circuito Brasileiro), encaixando manobras no tempo certo”, finalizou o pai e técnico Adriano.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

25 de maio de 2019

Vândalos derrubam muro de Clube em Cubatão

Leia mais

25 de maio de 2019

Cartório Eleitoral altera locais de votação em Cubatão

Leia mais

25 de maio de 2019

Mudança na CLT propõe mesma regra do presencial para home office

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC