Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

03 de dezembro de 2021

Cuidados com as crianças quando se apoiam nas janelas

 | Jornal Acontece

São Paulo 3/12/2021 –

Detalhes fazem a diferença na segurança dos pequenos, pois embora não haja dados oficiais atuais, todos os anos são registrados graves acidentes causados por portas e janelas, envolvendo crianças. Alguns casos resultam em sequelas permanentes ou mortes, que poderiam ser evitadas se todos os produtos disponíveis no mercado tivessem a qualidade e a segurança exigidas.

Todo o cuidado é pouco com as crianças, curiosas por natureza. A organização não governamental “Criança Segura” destaca que as quedas são, hoje, a principal causa de internação por acidentes de crianças e adolescentes de até 14 anos e somaram, em 2019, 52.613 casos.

Uma campanha de conscientização lançada pela Associação Brasileira das Indústrias de Portas e Janelas Padronizadas (ABRAEsP) em 2019 alertava que nos últimos anos já haviam sido registrados mais de 300 acidentes graves, incluindo 10 mortes.

Atenção aos vidros
Outro componente que merece atenção são os vidros. As crianças tendem a se apoiar nas janelas e vidros, daí a importância de checar se não estão frouxos, trincados ou lascados. As características dos vidros estão especificadas em norma – ABNT NBR 7199 – Vidros na construção civil -, que indica a espessura e o tipo mais indicado para cada aplicação.

Em caso de substituição dos vidros, é preciso observar qual a melhor opção: os vidros comuns; temperados, que não formam cacos pontiagudos quando quebrados, ou dos laminados, cujos estilhaços ficam presos a uma película interna, além do fixador mais indicado (massa de vidraceiro ou silicone).

Cuidados complementares
Para a segurança física e patrimonial, diversos modelos de portas e janelas da Sasazaki possuem grades que, por respeitarem as normas de esquadrias vigentes, evitam acidentes.

Ainda assim, a instalação de redes de proteção nessas áreas contribui para aumentar a proteção às crianças, especialmente em apartamentos. É importante, ainda, não deixar móveis próximo às janelas e sacadas para que as crianças não subam e acessem os vãos ou debrucem com facilidade em parapeitos.

Produtos fora de parâmetros, assim como a má instalação das esquadrias, podem apresentar diversos problemas, como:

• Entrada de água e ar indesejados, mesmo com a esquadria fechada, o que pode causar desconforto, umidade excessiva e problemas respiratórios;

• Baixa resistência a ventos, o que pode fazer as folhas se desprenderem do guia da janela ou provocar quebras de vidros, situações que expõem os usuários a risco grave de acidentes, além de causarem dano patrimonial.

• Janelas tipo Maxim-ar sem limitador de abertura, que permitem a abertura de grandes vãos e a passagem de uma criança;

• Portas com vidro comum em toda sua extensão: A aplicação do vidro de segurança abaixo de 1,10, além de obrigatório, garante maior segurança ao usuário em caso de acidentes com choque no vidro.

A fabricação de esquadrias deve atender aos critérios da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) por meio das normas NBR 10821 (avaliação de desempenho e classificação de esquadrias para edificações) e NBR 15575 (sobre o desempenho das edificações habitacionais), regulamentos do Inmetro e Código de Defesa do Consumidor.

Sasazaki Indústria e Comércio Ltda.
Sasazaki Marília: (14) 3402.9922
www.sasazaki.com.br
contato@sasazaki.com.br

Informações para imprensa:
Via Pública Comunicação – www.viapublicacomunicacao.com.br
Inês Cardoso: (11) 3562.5555 – ines@viapublicacomunicacao.com.br

Website: http://www.viapublicacomunicacao.com.br/

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

03 de dezembro de 2021

Uvebs promove Fórum Regional de Educação: Desafios Durante a Pandemia

Leia mais

03 de dezembro de 2021

Camp reconduz diretoria por mais três anos.

Leia mais

03 de dezembro de 2021

Nutricionista dá dicas para uma alimentação adequada no verão

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.