Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

30 de novembro de 2021

Check Point Software alerta para intensificação de ciberataques em 2022

 | Jornal Acontece

São Paulo 30/11/2021 –

A Check Point Software atribui aos ataques cibernéticos ligados a desenvolvimentos relacionados à pandemia da COVID-19 em todo o mundo o fato de esses ataques continuarem a impactar as organizações em 2021. Os cibercriminosos dobraram seus ataques, aproveitando os países que experimentaram novas ondas da COVID-19 ou entrando em vários estágios de reabertura de suas fronteiras, com elevadas ofertas e números de fornecedores de certificados falsos de vacina na Dark Web como resultado.

A divisão Check Point Research (CPR) relatou recentemente que os ciberataques a organizações em todo o mundo aumentaram 40% em 2021, em comparação com o ano anterior, com uma em cada 61 organizações impactadas por ransomware a cada semana durante o mesmo período. No Brasil, o levantamento apontou 62% de aumento de ciberataques por semana em 2021, em comparação com 2020 (967 ciberataques por semana em média).

À medida que as organizações seguem pelo caminho da recuperação pós-pandemia, é essencial manter a segurança cibernética em mente ao planejar o ano que se iniciará. Os especialistas da empresa destacam alguns dos principais incidentes cibernéticos e aprendizados de 2021 para ajudar as organizações a protegerem melhor seus negócios, ativos e pessoas contra ameaças potenciais em 2022:

. Boom global em documentos falsos de vacinação da COVID-19
. Ataques em infraestrutura crítica
. Ataques de ransomware de tripla extorsão
. Ataques de cadeia de suprimentos (supply chain)
. Proteção do local de trabalho híbrido

Diante desse cenário neste ano, os especialistas da Check Point Software observaram que os cibercriminosos sempre buscam tirar vantagem de organizações, empresas e indivíduos; nenhum deles está imune a um ataque. Para ficar à frente das ameaças, as organizações precisam adotar uma abordagem proativa para a cibersegurança. Uma superfície ou endpoint desprotegido é um ponto fraco que pode levar a ataques cibernéticos e ameaças potenciais.

Para 2022, enquanto os cibercriminosos continuam a promover o impacto da pandemia, a Check Point Software alerta que eles também encontrarão novas oportunidades de ataque com deepfakes, criptomoedas, carteiras digitais e muito mais como:

. Retorno das notícias falsas e campanhas de desinformação
. Contínuo crescimento dos ciberataques na cadeia de suprimentos
. Intensificação da ciber “guerra fria”
. Mais e onerosas violações de dados
. Criptomoedas ganham popularidade com os atacantes
. Atacantes visam dispositivos móveis
. Cibercriminosos aproveitarão as vulnerabilidades dos microsserviços
. A tecnologia deepfake é uma arma para ataques
. As ferramentas de penetração continuam a crescer

“A sofisticação e a escala dos ciberataques continuarão a quebrar recordes e podemos esperar um grande aumento no número de ataques de ransomware e móveis. Ao olharmos para o futuro, as organizações devem permanecer cientes dos riscos e garantir que tenham as soluções adequadas em vigor para evitar, sem interromper o fluxo normal de negócios, a maioria dos ataques, incluindo os mais avançados e sofisticados. Para se manter à frente das ameaças, as organizações devem ser proativas e não deixar qualquer parte da superfície de ataque desprotegida ou monitorada, ou correm o risco de se tornar a próxima vítima de ataques sofisticados e direcionados”, enfatiza Claudio Bannwart, diretor regional da Check Point Software Brasil.

Website: https://www.checkpoint.com/pt/

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

30 de novembro de 2021

Prazo para regularização é ampliado para 31 de março

Leia mais

30 de novembro de 2021

Comece a pensar na programação de sábado. Centro Histórico é a dica

Leia mais

30 de novembro de 2021

Confira as apresentações musicais do Estação Verão Praia até domingo

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.