Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

Jornal Acontece

12 de maio de 2021

Trânsito normalizado no viaduto do Casqueiro

 | Jornal Acontece

Está normalizado desde as 13h desta sexta-feira (14) , o tráfego de acesso para o viaduto do Casqueiro.

A empreiteira contratada pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER), diz que já ter consertou o desnível na pista, principal motivo da interdição parcial do equipamento.

Parcialmente interditado, o viaduto SP-161 (Rubens Paiva), localizado no Jardim Casqueiro,do elevado, próximo à alça de acesso da Rodovia Anchieta. Os reparos prometidos incluem o desnível na pista do elevado, próximo à alça de acesso da Rodovia Anchieta: a rachadura  que já causou vários acidentes, foi alvo de reclamações dos usuários e destaque em várias reportagens em Acontece  (editorial abaixo)

 

 

 

Reparos no viaduto. ‘É o que tem pra hoje!’ – por Cido Barbosa

‘Feito nas coxas e entregue a toque de caixa às pressas para agradar político’. Estes são os argumentos mais comuns dos cubatenses ao se referirem ao viaduto do Casqueiro; e com razão.

Mal planejado e sem interlocução eficaz com a comunidade local, o polêmico projeto resultou no gargalo logístico criado na entrada do Jardim Casqueiro, sem contar o confuso projeto de engenharia, que nega acesso à via Anchieta, sentido São Paulo.

Problemático, depois de ter a inauguração adiada 10 vezes, foi entregue em junho de 2016, sem iluminação. A falta de zelo e problemas estruturais, fomentaram várias críticas que se repetiram, durantes estes anos, aqui no Acontece.

Em 2018 surgiu a famosa ‘rachadura’, que gerou vários acidentes – abaixo foto que tirei no local à época para fundamentar a pressão que fizemos às autoridades, para resolver o problema. Deu parcialmente certo, deram uma tapeada e a vida prosseguiu; bom não ficou!

O fato é que não dá para derrubar e fazer de novo: teremos que cobrar e nos acostumar aos remendos no viaduto, o que é menos ruim. É o que tem pra hoje!

Segunda-feira, dia 26 o equipamento estará interditado por pelo menos 20 dias: o afundamento da pista do elevado, onde gerou a famosa ‘rachadura’, é o principal ítem a ser reparado.

Os reparos serão feitos pelo DER e nós vamos acompanhar e informar o andamento no portal de notícias acontecedigital e redes sociais do Jornal, onde o leitor também encontrará atualizadas as informações sobre as mudanças no trânsito e impactos das obras.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

12 de maio de 2021

Instituto Usiminas dá início à segunda edição do Escola Parceira em Cubatão

Leia mais

12 de maio de 2021

Pedal da Mulher promove saúde e bem estar

Leia mais

12 de maio de 2021

Didi Gomes é destaque na Tenda Cultural da Vila Couto no próximo fim de semana

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.