Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

03 de março de 2021

Alesp aprova PL que regula escolas cívico-militares na rede pública estadual

 | Jornal Acontece
A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou, na última terça (02), o projeto de lei do deputado estadual Tenente Coimbra (PSL/SP) que institui a implementação das escolas cívico-militares na rede pública estadual de ensino. A lei detalha como será o processo de conversão das unidades escolares escolhidas. “O objetivo final é proporcionar a oportunidade de melhoria no ensino e no ambiente, em escolas localizadas em áreas de vulnerabilidade social e com baixa média no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica)”, explica o parlamentar. “É um modelo de gestão compartilhada que dá resultado em inúmeras cidades do país. Fico muito feliz em ser pioneiro e o deputado que levanta essa bandeira em nosso estado”, completa. Nas escolas cívico-militares, os professores permanecem totalmente encarregados pelas aulas e pelo ensino, enquanto os militares auxiliam nos setores administrativo e disciplinar. “E é importante ressaltar que nenhuma unidade será obrigada a se converter. Nós apresentamos o modelo para professores, responsáveis pelos alunos e toda a comunidade escolar, mostramos todos os benefícios, desmistificamos o assunto e, depois, há a votação para aprovar a mudança ou não”, afirma o deputado, que criou e preside a Frente Parlamentar pela Implementação das Escolas Cívico-Militares no Estado de São Paulo. [caption id="attachment_7751" align="aligncenter" width="225"] Deputado estadual Tenente Coimbra[/caption] No início deste ano, também após intermediação de Tenente Coimbra, o Estado de São Paulo aderiu ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), do MEC. “Inicialmente, São Paulo havia ficado de fora do programa federal, mas realizamos um intenso trabalho em conjunto com o MEC e conseguimos a inclusão do estado”, conta. Atualmente, a escola municipal Matheus Maylasky, em Sorocaba, já iniciou o processo de conversão. A implantação do modelo também avança na escola Professor Jorge Bierrenbach Senra, em São Vicente. Ambas as unidades foram selecionadas por meio do Pecim. Outras instituições de Santos e Bauru também já estão em processo de seleção. Agora, as escolas estaduais também terão a oportunidade de adotar o modelo. O projeto será enviado para a sanção do governador. “Estamos muito felizes com a aprovação do PL pela Alesp e esperamos que o governador possa sancioná-lo e promulgá-lo o mais rápido possível”, comentou Tenente Coimbra.
Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

03 de março de 2021

Sextou com S de Saldão

Leia mais

03 de março de 2021

Dória publica leilão para concessão de 22 aeroportos regionais

Leia mais

03 de março de 2021

SECRETÁRIO DE COMUNICAÇÃO TROCA CUBATÃO PELO SENADO

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC