Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

15 de dezembro de 2021

Alunos de Cubatão vão ao MP contra Faculdade de Medicina

 | Jornal Acontece

Se sentido ignorados pela direção, mesmo depois de manifestações formais e dos protestos de ontem, dia 14, no centro de Cubatão, os alunos da Faculdade de Medicina São Judas confirmaram ao Acontece que vão acionar o Ministério Público para ter acesso a planilha de custos do curso de medicina, do Campus Cubatão.

 

Eles alegam serem privados deste direito e consideram que o valor cobrado pela Faculdade é incompatível com a qualidade do ensino e a infraestrutura oferecida pelo Campus de Cubatão desconfiando que, ao negar o acesso à planilha, a administração teria algo a esconder.

 

A situação que já era tensa, piorou depois que a Faculdade anunciou um reajuste de 11,5% elevando o valor da mensalidade para mais de R$ 9.500,00. Ainda segundo os estudantes, o reajuste estaria acima da média anunciada pelas demais universidades do país, neste momento de pandemia.

 

 

‘Educação não é mercadoria’

Segundo a presidente do Centro Acadêmico Ana Luiza Bernardes, antes das manifestações desta terça-feira, dia 14, no Centro de Cubatão, os estudantes formalizaram um pedido de reconsideração do aumento anunciado, sendo ignorados: “eles mostram a planilha de custos da instituição, mas não especificam os custos do nosso curso”.

Na contra mão do aumento proposto, eles alegam que houve redução de professores, o que elevou o número de estudantes por grupo de estudo, derrubando a qualidade dos trabalhos; e ainda haverá aumento do número de alunos para o próximo ano letivo.

Outro pontos crítico estaria relacionados à infraestrutura, que consideram incompatível para receber o número de 250 alunos, previsto para o próximo ano letivo.

 

Outro lado

 

A Universidade São Judas esclarece que o reajuste de mensalidade acontece anualmente, de acordo com a Lei nº. 9.870/99 e conforme previsto em contrato firmado com seus estudantes. A variação de custos da instituição, bem como os investimentos realizados constantemente para garantir qualidade acadêmica e aprimoramento do curso como um todo, compõem o percentual.

Importante destacar que para a instituição a transparência é fundamental. Por isso, tão logo a decisão foi tomada, toda a comunidade acadêmica foi comunicada, assim como foram realizadas reuniões com as lideranças estudantis. Também estão disponíveis, em todas as unidades, as planilhas que autorizam a recomposição, em atendimento à Lei 9.870/99 e ao Decreto nº 3.274/1999 que a regulamenta.

Por fim, a Universidade reforça o canal aberto com seus estudantes e o compromisso da instituição no seu aprimoramento constante para oferecer a melhor formação e as melhores vivências aos alunos(as).

 

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

15 de dezembro de 2021

BOLSA OFERECE R$ 540 POR MÊS PARA DESEMPREGADOS, VEJA COMO SE INSCREVER

Leia mais

15 de dezembro de 2021

Aventureiros arriscam a vida de paraquedas na Imigrantes

Leia mais

15 de dezembro de 2021

Médica encontrada morta no PS de Cubatão

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.