Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

04 de janeiro de 2019

Reencontro

Unidade de Acolhimento de Guarujá promove retorno de idoso à família

Após 30 anos longe dos seus parentes, José Cândido decidiu ir morar com o filho

Os últimos dias de 2018 foram marcados pelo reencontro entre pai e filho, em Guarujá. Isso porque a Unidade de Acolhimento José Calherani (antigo albergue), promoveu o retorno de José Candido da Silveira, 65 anos, ao convívio familiar.

A unidade localizada na Rua Manoel Otero Rodrigues, 389 – Jardim Boa Esperança é vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social (Sedeas). O local funciona como casa de passagem e acolhimento a pessoas em situação de rua.

Há cinco anos, a equipe de Assistência Social da Unidade estava empenhada em encontrar a família do idoso. No final de 2017, o filho veio visitar. Na ocasião, o idoso esboçou a vontade de retornar para família. Na última sexta-feira (29), após 30 anos longe dos seus parentes, ele decidiu ir morar com o filho, em Betim (Minas Gerais).

Estou feliz, para mim é um recomeço. Vou sentir saudades dos amigos que fiz aqui no abrigo”, declarou José Candido.

Para o filho, Edson de Paula da Silveira, o fim de ano foi especial. “Estão todos felizes e a espera dele. Ele vai encontrar os netos, vai ser um 2019 de esperança”, afirmou.

História

José Candido é natural de Minas Gerais, veio com 18 anos para Guarujá, em busca de uma oportunidade de emprego. Na cidade, se firmou e constituiu família. No entanto, o alcoolismo fez com que o seu projeto de vida caísse por terra, tendo como conseqüência a separação da esposa e dos três filhos.

“Ele chegou aqui encaminhado pelo Centro de Referência da Assistência Social – Cras Morrinhos. Foi encontrado sozinho e em condições insalubres, em um barraco no morro da Cachoeira”, revelou a assistente social, Rúbia Gabriela Andrade de Oliveira.

Segundo ela, anos depois, devido às seqüelas de um AVC, José Candido levou um tombo que ocasionou a fratura da bacia, o deixando em uma cadeira de rodas. “Trabalhamos para resgatar os vínculos familiares e hoje ficamos muito felizes com o retorno dele à família”, finalizou Rúbia.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

04 de janeiro de 2019

Novo coronavírus

Leia mais

04 de janeiro de 2019

Combate a Dengue

Leia mais

04 de janeiro de 2019

Expediente em Cubatão

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.