Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

08 de abril de 2021

Você usa só 30% das peças do guarda roupa

 | Jornal Acontece

Está comprovado que usamos  em média apenas 30 por cento das roupas que estão no nosso guarda roupa. Mas aí nem precisa ser matemático, pesquisador ou estatístico pra falar isso. Fala a verdade pra mim: Você usa sempre a mesma roupa né? Confesso que também fui assim em boa parte da minha vida. 

Um dos principais motivos é que acabamos usando a peça que está mais fácil, ali na nossa frente. Seja porque acabou de ser lavada e, antes de ir pra gaveta, já usamos novamente. Ou porque não precisa passar, ou é aquela que fica bem com tudo, a que fica melhor em você ou simplesmente você está no piloto automático e nem nota que usa sempre as mesmas roupas.

Um estudo com 18 mil pessoas de 20 países, realizado em pela empresa de relocação e mudanças Movinga, revelou que a maioria dos consumidores em todo o mundo nem percebem que usam menos da metade das roupas que tem no armário.  A resposta que os pesquisados dão é bem diferente dos dados coletados diretamente na residência da pessoa pesquisada. Com base nessa comparação, a empresa classificou 20 países.

 A Bélgica ficou em primeiro lugar na lista, já que os consumidores belgas pensaram que não tinham usado 26 por cento de seu guarda-roupa no ano passado, quando na verdade não tinham usado 88 por cento. Os americanos tem a segunda maior porcentagem de roupas não usadas: 82 por cento de seus itens nunca viram a luz do dia no ano.

Já os brasileiros estão no 11º lugar com 76% de roupas nunca usadas nos último 12 meses. Gente! É muita coisa.

Vamos repensar sobre essas roupas paradas?

No cenário que vivemos não dá pra ficar com dinheiro parado no guarda roupa, ocupando espaço a toa e dando mais trabalho na hora da arrumação. Está na hora de repensar o que devemos realmente ter no armário e para consumo constante. Por isso minha dica é:

  • Reavalie as roupas e só fique com as que vai realmente usar;

  • Pense fora da caixa, seja criativo e faça combinações diferentes com as peças paradas, que são boas, que servem em você e que realmente goste. 

  • Brechó e bazar são ótimas opções para vender suas peças e ainda faze-las circular e evitar o descarte no meio ambiente;

  • Faça doação a quem precisa e que vai fazer um uso constante das suas peças. Em tempos de pandemia a sua solidariedade fará diferença positiva à muitas pessoas;

  • Repense seu comportamento de consumo. Compre o que realmente é importante, funcional e possa ser usada em diferentes situações com peças variadas.

  • Não compre por impulso.

Pra finalizar vou deixar o recado Finn Age Hänsel, Diretor Executivo da Movinga que disse: “Com os oceanos cada vez mais poluídos com plástico e a indústria da moda mais rápida do que nunca, é hora de começar a encorajar as pessoas a reconsiderar se realmente precisam de mais coisas”.

Valéria Guimarães – Consultora de Imagem Pessoal e jornalista – Instagram @valeriaguimaraes_consultoria

 

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

08 de abril de 2021

Tudo sobre Upcycling

Leia mais

08 de abril de 2021

Você se veste de informação e não com roupa

Leia mais

08 de abril de 2021

Moda e Estilo - Seja uma "Cringe" Feliz

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.