Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

22 de janeiro de 2021

Yara doa locomotiva pioneira no Brasil

 | Jornal Acontece

Modelo de motor diesel-elétrico, fabricado em 1948, será restaurado pela Sorocabana para ser utilizado na rota turística/cultural entre as cidades paulistas de Sorocaba e Votorantim

 

Uma das pioneiras locomotivas diesel-elétricas da antiga Estrada de Ferro Sorocabana (EFS), fabricada em 1948, será preservada pela Sorocabana - Movimento de Preservação Ferroviária no Centro de Memória Ferroviária de Sorocaba (SP). O modelo General Electric E 44 toneladas, nº 3002, estava parado no Complexo Industrial Yara Cubatão e, em breve, será utilizado no trem turístico/cultural dos Operários, que liga os municípios paulistas de Sorocaba e Votorantim.

Esta será a primeira locomotiva diesel-elétrica preservada em museu ferroviário dinâmico do País, assegurando a preservação de parcela importante da memória ferroviária brasileira. A Sorocabana agradece especialmente o vice-presidente de Produção da Yara, Leonardo Silva, que esteve diretamente envolvido nas conversas, e a todos os colaboradores de diferentes áreas da empresa que atuaram para que a doação e o transporte fossem concretizados.

“Preservar a história ferroviária nacional é destacar para as futuras gerações a importância de se investir, cada vez mais, no transporte sobre trilhos. Por isso, é motivo de orgulho para nós da Yara colaborar para que essa locomotiva, que representa um marco na Estrada de Ferro Sorocabana, volte a operar em breve”, explica Silva.

Início das máquinas a diesel em São Paulo

A aquisição remonta ao ano de 1945, época de início da operação das máquinas a diesel na Estrada de Ferro Sorocabana. Com o aumento no tráfego de vagões na ferrovia, houve a necessidade de contar com opções mais robustas de tração, como a tecnologia diesel-elétrica.

Conhecidas como GE/Caterpillar, em referência aos dois motores Caterpillar D-17000 que davam força ao transporte, as 10 locomotivas adquiridas pela Estrada de Ferro Sorocabana inicialmente destinavam-se ao setor Cantareira, na Grande São Paulo. Porém, foram de fato utilizadas na substituição das antigas locomotivas a vapor nos serviços de manobras em geral da ferrovia. Primeiro na Grande São Paulo, depois em toda a malha da Estrada de Ferro Sorocabana. Com 380 HP de tração, também foram empregadas na tração de trens leves.

Nos anos 1970, com a formação da Fepasa - Ferrovia Paulista S/A, sucessora da Estrada de Ferro Sorocabana, a locomotiva nº 3002 passou a ser utilizada nos serviços de manobra da oficina de Campinas (SP), recebendo pintura diferenciada para tal. Anos depois, passou a ser utilizada no terminal ferroviário que atualmente integra o Complexo Industrial Yara Cubatão. Mesmo desativada há cerca de uma década, a empresa procurou preservar a locomotiva já com o objetivo de concretizar a doação.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

22 de janeiro de 2021

Unipar seleciona projetos sociais em sua segunda edição do programa Reações que Transformam

Leia mais

22 de janeiro de 2021

Semana da Mulher homenageia profissionais do Polo

Leia mais

22 de janeiro de 2021

PAM de Cubatão comemora 43 anos em encontro virtual

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC