Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

28 de outubro de 2021

Até 17 mil vagas de emprego podem ser geradas com Complexo Andaraguá

 | Jornal Acontece

As obras de implantação do Complexo Empresarial e Aeroportuário  Andaraguá, em Praia Grande, poderão ser retomadas em breve. O Tribunal  de Justiça de São Paulo (TJ-SP) revalidou a licença prévia técnica  para a construção do empreendimento, que deverá gerar até 17 mil  empregos diretos, além dos indiretos.

“A implantação do Complexo Andaraguá em Praia Grande provoca uma  mudança em toda a Região e impacta positivamente neste momento em que  a economia busca uma retomada. Além disso, esse empreendimento traz  uma nova vocação econômica para a Baixada Santista. Trata-se de uma  luta de mais de 16 anos e estamos muito felizes por este resultado  positivo. Essa obra trará milhares de empregos e oportunidades para a  população do Município e da Baixada”, declarou a prefeita de Praia  Grande, Raquel Chini.

A decisão do TJ-SP ocorreu de forma unânime, por 3 votos a zero. Assim  que a nova decisão judicial for publicada será liberado o retorno das  obras do Complexo. “A Administração Municipal se coloca à disposição  do empreendedor para que possamos trabalhar em parceria. A sociedade  ganha com isso. A implantação do Complexo Andaraguá colocará o  Município e a Região como referência em todo o País, com potencial  para atrair mais investidores e empresas”, disse a prefeita.

O diretor-executivo do empreendimento, André Ursini, explicou que a  primeira fase da obra foi realizada supressão da vegetação. A partir  de agora será a vez da terraplanagem da área. “Após trabalho minucioso  do Tribunal de Justiça sobre Praia Grande e Baixada Santista, o  impacto social e econômico e a importância do empreendimento para a  Região, a decisão foi tomada. Durante toda a formatação do projeto a  preocupação com a questão ambiental, com índice de preservação acima  do previsto em legislação”, comentou.

 

Empreendimento

O Complexo Empresarial e Aeroportuário Andaraguá é  uma obra de iniciativa da empresa ICIPAR– Empreendimentos e  Participações Ltda, que pertence ao Grupo Sonda. O principal objetivo  do complexo é concentrar mais de 200 empresas de diversos segmentos não poluentes em um local onde possam ter acesso fácil às importações  e exportações. A expectativa é a criação de 17 mil empregos diretos e  indiretos com o funcionamento do complexo.

O empreendimento fica no Bairro Andaraguá, que foi escolhido por sua  localização estratégica, à beira de uma rodovia e próximo de uma linha  férrea, distante apenas 17 quilômetros do Porto de Santos. O aeródromo  é financiando pela empresa ICIPAR e trará pouco impacto a população  local, uma vez que, cada decolagem durará cerca de sete minutos, sendo  atendidas seis aeronaves diariamente.

 

Dados

O terreno tem 12 milhões de metros quadrados. Deste total, 70%  deve ser preservado e 30% destinado à construção. Estão previstos mais  de 200 galpões de 10 mil metros quadrados cada para a instalação de  empresas de comércio exterior. O projeto do aeródromo já foi aprovado  pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A pista deverá ter  2.600 metros de comprimento, o que possibilita que aviões de grande  porte possam operar no local.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

28 de outubro de 2021

Vacinação segue no final de semana no Polo Ginásio Rodrigão

Leia mais

28 de outubro de 2021

Praça Nossa Senhora de Fátima, no Caiçara, recebe atividades do Estação Verão Praia

Leia mais

28 de outubro de 2021

Civil prende tabletes de coca em caminhão no Forte

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.