Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

Jornal Acontece

26 de junho de 2017

Feria da Cidadania

Feira da Cidadania combate o desperdício e ajuda famílias na Cidade

A iniciativa arrecada junto aos comerciantes frutas, verduras e legumes


Com o objetivo de combater o desperdício de alimento e fazer com eles cheguem à mesa das famílias em situação de vulnerabilidade social, a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social por meio da Diretoria de Segurança Alimentar e Nutricional realiza toda semana o Projeto Feira da Cidadania.

A iniciativa arrecada junto aos feirantes, supermercados e comércios de hortifrutis – frutas, verduras e legumes, fora dos padrões de comercialização, mas ainda dentro das condições sanitárias e nutricionais de consumo humano.

Os alimentos são separados e no mesmo dia são entregues. Num total de 85 famílias cadastradas são beneficiadas com o projeto. De janeiro a maio deste ano foram doados mais de 10 toneladas de alimentos.

“Sabemos que o Brasil já saiu do mapa da fome, mas o desperdício no país é muito grande. Por isso, a importância da conscientização e também da parceria com esses estabelecimentos”, explica a coordenadora da Diretoria de Segurança Alimentar e Nutricional.

Segundo ela apesar da quantidade de doação de alimentos, ainda recebe muitos produtos que não têm condição de consumo e precisam ser descartados. Alimentos que em boa condição poderiam beneficiar mais famílias na Cidade.

Programa de Aquisição de Alimentos
Para fortalecer a alimentação de qualidade e incentivar os agricultores locais a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social aderiu ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), modalidade Compra com Doação Simultânea. Uma ação do Governo Federal que utiliza mecanismos de comercialização, que favorecem a aquisição direta de produtos de agricultores familiares ou de suas organizações, estimulando os processos de agregação de valor à produção.

Todas as terças-feiras, agricultores locais fazem a entrega de verduras e frutas, dentre eles – banana prata, banana nanica, chuchu, maracujá, batata doce, pepino entre outros.

Na Diretoria de Segurança Alimentar e Nutricional eles são pesados e encaminhados para os equipamentos sócios assistenciais: Abrigos, Casa  de Acolhimento, Albergue, Cras, Cati, ONGs e Restaurantes Populares.

O Programa não tem nenhum custo para o Município, quem efetua o pagamento para os agricultores é o Ministério de Desenvolvimento Social, através da Companhia Nacional de Abastecimento.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

26 de junho de 2017

Contribuição da indústria de Cubatão para a criação de empregos formais

Leia mais

26 de junho de 2017

CIDE, CIESP E APELL de Cubatão promovem capacitação em parceria com a CETESB

Leia mais

26 de junho de 2017

CIDE CIESP de Cubatão participa da Campanha Inverno Solidário

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.