Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

28 de julho de 2017

Festival de Dança de Joinville

CIA de dança de Cubatão compete no festival de Joinvlle, em Santa Catarina

Será a representante da Baixada Santista na categoria jazz conjunto avançado. Este é considerado o maior festival de competição em dança do mundo
Com as malas cheias de mais um sonho: a vitória. É assim que 15 bailarinos e equipe técnica da Cia de Dança de Cubatão seguiram rumo ao Festival de Dança de Joinville, em Santa Catarina. A partida foi nesta quarta-feira (26), do Centro Esportivo Armando Cunha, no Casqueiro, local onde o grupo ensaiou fortemente nos últimos dois meses.
Após viajar 514 quilômetros durante todo o dia, a equipe chegou ao destino final, quando compete no palco do Teatro Cau Hanse, nesta sexta-feira (28), às 19h. Levará a coreografia “Amores Crônicos”, de Zeca Rodrigues. A Cia vai representar a Baixada Santista na categoria jazz conjunto avançado e as pessoas poderão acompanhar a apresentação em tempo real por meio o link www.ifdj.com.br/festival-ao-vivo .
Bailarinos e equipe técnica seguem com o sonho do primeiro lugar e a sagração de muitos anos de trabalho. Esta é a 6ª vez que o grupo artístico se apresenta em terras catarinenses. O trabalho “Amores Crônicos” é uma obra que tem alma no jazz, mas utiliza elementos de outros estilos também. O vigor jazzístico costurado a uma história passional conduz essa trama cheia de personagens que é resultado de um processo intenso de pesquisa corporal.
A participação acontece no retorno do Festival Valentina Kozlova, que aconteceu em Nova York em junho, de onde a equipe obteve ótimos resultados, com três coreografias premiadas com ouro, prata e bronze, todas da bailarina Flávia Sá. “Logicamente, seguimos para a competição em Joinville com um peso maior, as pessoas aguardam uma grande apresentação da equipe. É uma responsabilidade, porém, uma imensa alegria. Joinville continua sendo a competição mais importante para a Cia por ser no Brasil e por reunir os trabalhos e as companhias mais significativas do País”, afirma Vanessa Toledo, diretora artística.
Vale lembrar que ser selecionado para o Festival de Dança de Joinville já é uma vitória. Este ano, por exemplo, a montagem de Zeca Rodrigues competiu com outras 135 enviadas por todo o território brasileiro. “Apenas seis foram selecionadas para a competição”, destaca o coreógrafo.
Palcos Abertos – Este ano, a Cia enviou oito trabalhos a Joinville: um foi aprovado para a mostra competitiva e outros sete para os Palcos Abertos, que são apresentações do festival em espaços públicos, shoppings, hospitais etc. “Para estas apresentações também há uma rígida seleção”, afirma Zeca Rodrigues. Este ano, participam: “Implexis”, “Apenas…”, “Em silêncio”, “Por quê?” e “Longe mim”, de Flávia Sá, além de “Enclausurada”, de Lucas Maia, e “Iníquo”, de Claudionor Alves.
Mais sobre o Festival de Joinville 2017 – Dentro ou fora do palco, o Festival de Dança de Joinville é um evento consolidado pela tradição e pluralidade dos participantes. Engloba a realização de cursos e oficinas, workshops para coreógrafos, seminários, projetos comunitários, debates. O evento atrai público superior a 200 mil pessoas em uma média de 170 horas de espetáculos, o que inclusive lhe valeu a citação como o Maior Festival de Dança do Mundo no Guinness Book desde 2005.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

28 de julho de 2017

Alesp aprova projeto que estimula implantação da tecnologia 5G nos municípios

Leia mais

28 de julho de 2017

Grupo de executivos cria rede solidária de combate à fome e ajuda comunidades

Leia mais

28 de julho de 2017

Baixada em alerta de tempestade

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.