Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

Jornal Acontece

30 de novembro de 2018

garota do maiô verde

Debate aborda o padrão de beleza da mulher na mídia

Em carta aberta à desconhecida ‘garota do maiô verde’, que estava sentada ao seu lado em uma praia na companhia de seus amigos, a mulher pedia que a jovem não se envergonhasse do seu corpo. O vídeo baseado nesta carta da espanhola Jéssica Gomez, que viralizou na internet e fala sobre a importância de gostar do si do jeito que se é, iniciou um debate sobre a influência da mídia e das redes sociais na cultura do padrão de beleza da mulher, na manhã desta quinta-feira (29), no auditório da Secretaria de Educação, no Centro.

 

Professora do curso de Publicidade e Propaganda da UniSantos, Isabela Nocetti iniciou a conversa tratando de mídia e marketing. “Antigamente, apareciam nos comerciais apenas mulheres bem magras, cabelos lisos, corpos expostos e uma forte tendência em sexualizar demais a imagem delas. Hoje em dia, há uma preocupação da mídia em mostrar a imagem de mulheres reais, com as quais o público realmente se identifique”.

 

O evento contou também com a participação da promotora de justiça Roberta Aline Saragiotto, que falou sobre legislação; com a médica cirurgiã plástica Priscila Abdalla, que falou de tratamentos estéticos, e com a psicóloga Márcia Atik, que abordou aspectos comportamentais e de consumo.

 

As mulheres acabam se violentando em busca de um padrão inatingível de beleza, pois no fundo todos nós estamos procurando ser aceitos de alguma forma. É importante que a mulher saiba pôr limites no que não acrescenta, no que não agrega valor e saber recusar o que não faz bem”, afirmou Márcia Atik.

 

Para a orientadora educacional e educadora sexual Christiane Cordeiro Andrea, que participou do debate, é muito importante esta conversa para começar a quebrar esses conceitos de beleza pré-estabelecidos pela mídia. “É necessário um novo conceito de propaganda para que a mulher seja retratada em sua essência e não como objeto de desejo”.

 

É um assunto importante que afeta diretamente a autoestima da mulher, queremos ajudar a desconstruir esta ideia de que deve haver um padrão a ser seguido. A beleza está nas diferenças, na diversidade, na postura, é um conjunto”, afirmou a coordenadora de Políticas para a Mulher, Diná Ferreira Oliveira.

 

O evento é alusivo ao Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher (25 de novembro), que integra a Semana do Basta, entre os dias 25 e 1º de dezembro.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

30 de novembro de 2018

Orquidário tem oficina de cultivo de orquídeas neste sábado

Leia mais

30 de novembro de 2018

Show da cantora Pitty vai agitar praia

Leia mais

30 de novembro de 2018

Construção do primeiro hospital municipal veterinário começa até abril

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.