Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

Jornal Acontece

15 de julho de 2020

Guarujá expande horários de abertura de bares, restaurantes, academias e similares

 | Jornal Acontece

Em novo decreto publicado na edição desta terça-feira (14) do Diário Oficial do Município, a Prefeitura de Guarujá abriu a possibilidade de bares e restaurantes escolherem seu período de funcionamento, desde que não excedam o tempo máximo diário permitido, de seis horas. O funcionamento de academias esportivas e estúdios de ginástica também foi flexibilizado, podendo atender pela manhã e também ao final do dia.

É o que prevê o decreto 13.774. Bares e restaurantes podem escolher dois horários para permanecer com as portas abertas: das 11 às 17 horas ou das 17 às 23 horas, de segunda a domingo. Já academias esportivas e estúdios de ginástica estão autorizadas a funcionar das 6 às 8 horas e das 17 às 21 horas, também de segunda a domingo.

Ambas as atividades passaram a ser autorizadas a funcionar depois que a Baixada Santista passou para a Fase Amarela do Plano SP, do Governo do Estado, criado em razão da pandemia de Covid-19. “O diálogo com o setor empresarial e entidades que representam os comerciários é constante, por isso, foram feitas adaptações com o intuito de melhor atender empresas, comércios e usuários desses serviços na Cidade”, ressalta o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Portuário, Rogério Rudge Lima Neto.


Cuidados

No entanto, o que não muda e segue sendo austero são os cuidados profiláticos exigidos de quem abrir as portas para receber o público. A começar pela lotação máxima, em geral restrita a 40% da capacidade total do estabelecimento. No caso de academias esportivas e similares, a limitação é maior, apenas 30% da capacidade total.

Entre as regras específicas, está o agendamento de horário para cada aluno, com treinos limitados a no máximo uma hora e com paradas para higienização dos aparelhos (com álcool 70º, hipoclorito de sódio a 1% ou produtos saneantes autorizados pela Vigilância Sanitária) a cada 15 minutos entre um turno e outro. Estão proibidos bebedouros, catracas, digitais biométricas, revezamento de aparelhos e o uso de vestiários para banho ou troca de roupas.

Além disso, de maneira geral, são obrigatórios o uso de máscaras por funcionários e clientes, a disposição de meios para higienização das mãos – água e sabão ou álcool em gel –, higienização constante de superfícies de toque e distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas nas filas internas e externas. Evitar aglomerações também é norma geral.

As máquinas de cartões de débito e crédito deverão ser assepsiadas a cada uso com álcool 70% ou água sanitária. Nos estabelecimentos fechados, será obrigatória a aferição da temperatura corporal, sendo vedada a entrada de quem apresentar mais de 37,5 graus Celsius.

O não cumprimento das regras impostas implicará em advertência, que poderá gerar notificação e posterior cassação de autorização, alvará ou licença de funcionamento.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

15 de julho de 2020

São Vicente abre vagas gratuitas para curso de confeitaria

Leia mais

15 de julho de 2020

Ciesp realiza missa em capela histórica erguida por família Matarazzo nos anos 20

Leia mais

15 de julho de 2020

“Não existe profissional sem talento. Existe profissional sem estratégia”.

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.