Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

04 de maio de 2017

Isama e Cursan param

 | Jornal Acontece

Serviços do Isama param em plena campanha de vacinação e funcionários da Cursan começam a receber os avisos

Acontece anunciou a greve do Isama na edição da última sexta quando trouxe também a manchete Cursan vai fechar.

Em época de Campanha de Vacinação e com a aproximação do dia D venceu mais um contrato de prestação de serviços da Prefeitura de Cubatão; do Isama. Existe a tendência de que o contrato não seja renovado.

Serviços como recolhimento de sorologia, DST/AIDS, prevenção da dengue no Município e entrega de medicamentos nas unidades de saúde para tuberculosos, estão parados.

Na Cursan – Os funcionários dos setores de obras, merenda e limpeza, já começaram a receber os avisos prévios. Os pagamentos das indenizações certamente devem ser pagos parceladamente, o que demandará negociações e o aval do Ministério do Trabalho.

Sindicatos definem futuro da greve nesta sexta

Governo propõe 3% no dissídio e apresenta itens para minimizar Reforma, mas condiciona discussões sobre férias e horas ao fim da greve. Setores se articulam, na tentativa de emplacar uma nova greve geral.

Os sindicatos que representam o funcionalismo de Cubatão definem até o fim desta sexta, (05) se continuam ou param a greve, que segue dentro dos 20% do funcionalismo.

O Sispuc condicionou a apresentação da proposta do prefeito, com 3% de dissidio, à revogação de itens da Reforma. Eles querem que o prefeito formalize questões como férias e horas extras retroagindo a publicação para não prejudicar ninguém, inclusive que já recebeu férias a 50%, em março, receberia a diferença.

Setores do movimento sindical articulam para encerrar a atual greve (quem mantém 80% dos trabalhadores nos serviços essenciais) e propor uma nova greve geral, em virtude de uma possível recusa à proposta da administração, de 3% no dissídio.

propostas1porpostas2

Mães levam alunos à porta do Fórum

Considerando que as manifestações à frente da Prefeitura foram infrutíferas, mães de alunos das escolas municipais de Cubatão, foram à porta do Fórum Municipal da cidade para chamar atenção das autoridades.

Com palavras de ordem, cobravam das autoridades que tomem medidas junto a atual administração do município, em respeito ao Estatuto da Criança e do adolescente – ECA. No final da tarde uma comissão de mães foi recebida dentro do Fórum.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

04 de maio de 2017

Entrevista com Ludmila Halajko Fotógrafa de sucesso

Leia mais

04 de maio de 2017

Joice Hasselmann diz que sofreu atentado enquanto dormia

Leia mais

04 de maio de 2017

Crie uma estratégia de marketing de sucesso no Instagram

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.