Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

09 de novembro de 2021

Orquidário completa 76 anos integrando a trajetória de gerações de santistas

 | Jornal Acontece

Inaugurado em 1945, o Orquidário Municipal de Santos completa, nesta quinta-feira (11), 76 anos fazendo parte da história de milhares de santistas. Fundado a partir do amor de um homem pelas plantas, o equipamento municipal segue a tradição de cuidar da flora e compartilhar o apreço pela natureza com todos os munícipes e turistas que visitam o local.

 

Cenário de muitos álbuns de foto, o Orquidário foi idealizado ainda em 1903, quando o engenheiro Saturnino de Brito previu, em seu plano de saneamento para a cidade de Santos, a desapropriação de terrenos para facilitar o acesso à Usina de Tratamento e para a construção de um parque público. O terreno, que era um campo de futebol, foi desapropriado em 1909 e doado pelo Estado à Prefeitura em 1914.

 

Mas a ideia de construir no local só foi colocada em prática anos depois, após o falecimento do comendador Júlio Conceição, em 1938. Ele, que foi considerado o primeiro orquidófilo do Brasil, cultivava mais de 90 mil mudas de orquídeas em sua chácara no Boqueirão, conhecida como Parque Indígena. A propriedade foi o primeiro estabelecimento de visitação pública de Santos e referência turística na Cidade, além de ser considerado, na época, o maior orquidário ao ar livre do mundo.

 

O Parque Indígena foi aberto ao público em 1932 e permaneceu em funcionamento até 1940, mesmo após a morte de Conceição. Porém, em 1944, a área foi loteada e parte do patrimônio biológico vendido por valor simbólico à Prefeitura de Santos para a formação do Orquidário Municipal. Desde então, milhares de pessoas puderam conhecer o patrimônio deixado pelo orquidófilo e as mais de 20 atrações agregadas posteriormente.

 

“O Orquidário faz parte da história de cada um de nós e a cada dia se renova, oferecendo muito lazer e educação ambiental de qualidade a todos os santistas”, disse o secretário de Meio Ambiente (Semam), Márcio Paulo.

 

O Orquidário é um parque zoobotânico que reproduz a Mata Atlântica. No local, há cerca de 3.500 orquídeas de 120 espécies, a grande maioria afixada nas árvores. Cerca de 1.500 árvores e arbustos, com exemplares de diversos países do mundo, também compõem a flora do parque. São espécies frutíferas e medicinais, além de nativas como o pau-brasil, embaúba, ipê-roxo e pau-ferro, totalizando 137 de 36 famílias.

 

Com mais de 30 metros de altura, o exemplar de pau-rei é o mais alto do parque e pode ser identificado até mesmo de longe. Logo quando entramos no equipamento, damos de cara com o famoso pergolado, e logo atrás dele a fonte Ninfa de Náiade, que dá as boas-vindas aos visitantes. Transitando livres pelo parque, estão as cutias e o pavão. Já nos 10 recintos, podem ser visitados os primatas (bugios e saguis); as aves de rapina (corujas e gaviões); felinos (gato-do-mato); araras (canindé, vermelha e azul); o jacaré-de-papo-amarelo e os veados.

 

Também há o viveiro de visitação interna, onde os visitantes podem se aproximar de marrecos, flamingos, frangos d’água, entre outros. Ao todo, são quase 500 animais de 70 espécies vivendo no parque.

 

A estrutura do Orquidário também conta com três ilhas e um lago, onde se pode avistar jabutis, tartarugas-tigre-d’água, tilápias, entre outras espécies. Há também a Trilha do Mel, que é ladeada por seis colmeias de abelhas silvestres sem ferrão, onde são realizadas visitas monitoradas, e o repouso das aves, onde diversas espécies atraídas pela ‘floresta urbana’ descansam.

 

Algumas das atrações são destinadas a aproximar ainda mais os visitantes da natureza, como o jardim sensorial, onde pode-se sentir cheiros e textura de diversas plantas; Plantas do Brasil, seção que traz espécies nativas; o mostruário de orquídeas e o terrário. O equipamento também possui biblioteca, brinquedoteca e playground acessíveis para as crianças. Além disso, há um auditório onde são realizadas palestras e simpósios; anfiteatro, para apresentações culturais; salão e pavilhão de exposições, que recebem mostras dos mais variados assuntos.

 

Comemoração de aniversário será no sábado

O aniversário de 76 anos do Orquidário será comemorado neste sábado (13), com pipoca e algodão doce das 10h às 16h. Às 14h, na entrada principal, haverá bolo e o ‘Parabéns’. Quem recepciona os ‘convidados’ são os personagens Júlio Conceição e Borboleta, que contarão histórias sobre o parque. Na ocasião, também será realizada a divulgação do projeto nacional Sistema Urubu, plataforma que coleta dados de atropelamento de fauna selvagem, visando minimizar os efeitos desse mal.

 

Das 10h às 13h e das 14h às 17h, será realizada visita monitorada com curiosidades históricas a respeito do Orquidário. A atividade será aberta ao público e terá 30 minutos de duração. O tour tem início na fonte da Ninfa de Náiade e segue pelo caminho das árvores e viveiro de visitação interna.

 

Crianças poderão deixar um desenho no varal de aniversário do parque. Para finalizar, também das 10h às 13h e das 14h às 17h, haverá oficinas de confecção de marcadores de livro com o tema orquídea e de monóculo para observar as plantas que vivem nas árvores.

 

O Orquidário (Praça Washington s/nº) fica aberto de quarta a domingo, das 9h às 18h. A bilheteria fecha às 17h. Ingressos custam R$ 8,00. Menores de 8 anos e maiores de 65 anos têm entrada gratuita. Crianças entre 8 e 12 anos, estudantes e professores pagam meia entrada com apresentação de documento.

 

Fotos: Francisco Arrais, Raimundo Rosa e Rogério Bomfim
Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

09 de novembro de 2021

Cidade recebe eventos de Arquitetura e Design a partir de segunda

Leia mais

09 de novembro de 2021

Feira Afro terá produtos autorais, oficinas e apresentações culturais

Leia mais

09 de novembro de 2021

Passeios do Festival do Imigrante prometem viagem no tempo no Centro Histórico

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.