Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

19 de abril de 2021

Sintomas da Ansiedade: saiba quais são e como controlá-los

 | Jornal Acontece

A ansiedade é o mal do século. Todo mundo já teve a sensação de estômago embrulhado ou tremedeira, ela se assemelha muito com os sintomas do medo. Mas você sabe reconhecer quais são os sintomas de uma crise de ansiedade?

No post de hoje iremos te explicar quais os sintomas que devem ser levados em consideração quando se está passando por uma crie de ansiedade e como controlá-la. Lembrando sempre de consultar um profissional no assunto!

 

O que é a ansiedade?

Preocupação intensa, excessiva e persistente e medo de situações cotidianas. Podem ocorrer frequência cardíaca elevada, respiração rápida, sudorese e sensação de cansaço. Esses são alguns dos sintomas que a ansiedade causa. Mas afinal, o que a ansiedade é?

Ela é um sentimento de preocupação, nervosismo e medo intenso. É uma reação natural que o corpo produz quando está apreensivo com algo que está por vir. É basicamente um mecanismo de defesa que temos para podermos lidar com situações perigosas.

Porém, muitas vezes essa preocupação excessiva pode ser prejudicial ao ser humano. Quando seus sintomas ultrapassam o nível considerado normal e passam a fazer mal a pessoa em questão.

Caso essa sensação seja frequente, o melhor é procurar um profissional indicado.

 

Sintomas da ansiedade: físicos

As pessoas vêm se tornando mais ansiosas a cada ano que passa. É muito comum confundirem os sintomas da ansiedade com outras doenças corriqueiras, como gastrite, anemia e até doenças cardiovasculares.

  • Falta de ar;
  • Respiração ofegante;
  • Coração acelerado;
  • Dor no peito;
  • Tremores;
  • Ânsia de vômito;
  • Diarreia;
  • Alterações do sono;
  • Cansaço;
  • Suor excessivo;
  • Sensação de desmaio;
  • Dor de cabeça;
  • Tensão muscular;
  • Aumento ou perda de peso;
  • Queda de cabelo.

Esses são apenas alguns dos sintomas físicos mais frequentes em quem sofre constantemente com crises de ansiedade.

A melhor forma de tratar a ansiedade é procurar um profissional na área da psicoterapia. Ele irá lhe acompanhar periodicamente e junto com você, irá encontrar formas de diminuir os sintomas de ansiedade que aparecem.

 

Sintomas de ansiedade: emocionais

A ansiedade pode se mostrar por meio de pensamentos, reações físicas ou sentimentos. Alguns pensamentos são mais recorrentes durante uma crise de ansiedade. A alta cobrança é um dos grandes fatores, deixando a pessoa vulnerável emocionalmente.

Sintomas emocionais:

  • Descontrole dos pensamentos, dificuldade em esquecer o que está causando a ansiedade;
  • Sensação de que algo ruim irá acontecer;
  • Agitação nos braços e nas pernas;
  • Problemas de concentração;
  • Evitar lugares ou pessoas;
  • Preocupação exagerada;
  • Perda de esperança;
  • Medo constante;
  • Irritabilidade;
  • Nervosismo;
  • Vergonha;
  • Tristeza;
  • Tensão;

 

O que fazer em uma crise de ansiedade?

Se sentir ansioso é normal, mas quando isso começa a interferir na sua vida, é hora de procurar ajuda, pois ela pode se tronar um transtorno.

Quando as sensações que listamos acima tomam conta do seu dia a dia elas passam a se tornar crises de ansiedade, sendo caracterizadas por sensações de medo, insegurança e descontrole.

Muitas vezes a crise de ansiedade aparece sem aviso algum – e aparentemente sem motivo também – por isso é preciso saber identifica-la e saber lidar com ela até passar.

 

Não foque nos sintomas

Muitas vezes, quando passamos por uma crise de ansiedade, ficamos nervosos para ela passar logo. O que acontece, porém, é totalmente o contrário. Por isso é fundamental se distrair dos sintomas, exercícios de respiração são uma ótima alternativa para esse momento.

 

Exercícios de respiração

No meio da crise, acabamos perdendo o controle de nossa respiração e hiperventilando. Então é importante inspirar e expirar de forma lenta e contínua, trazendo mais oxigênio para o cérebro e diminuir assim o estresse causado.

 

Relaxar os músculos

O instinto imediato quando está começando uma crise é tencionar todo o corpo, porém, essa tensão acaba sendo pior, intensificando a sensação de desconforto. Após de normalizar a respiração, vá relaxando a musculatura.

 

Imaginação guiada

Hoje em dia existem inúmeros aplicativos para a imaginação guiada. Ela ajuda a focar a mente em outro campo, desligando a mente dos sintomas da ansiedade e ajudando a acalmar a respiração acelerada.

 

Métodos naturais para controlar os sintomas da ansiedade

Além dos medicamentos receitados por um profissional, muitos procuram controlar a ansiedade de formas mais naturais, mas quais são elas?

 

Pratique exercícios físicos

É a forma mais comum de controlar alguns sintomas causados pela ansiedade. Por elevar a produção de serotonina – substância que aumenta a sensação de prazer – ajuda a lidar com alguns dos sintomas. Meia hora de exercícios por dia já pode ajudar e muito!

 

Controle a respiração

Praticar as meditações guiadas para desacelerar sua respiração é uma das alternativas naturais para lidar com a ansiedade.

Inspirar, estufar a barriga – não o peito. Expirar, lentamente, expelindo todo o ar pela boca. Pode ser feito a qualquer hora e em qualquer lugar.

 

Alimentos com triptofano

Alimentos como a banana e o chocolate são ótimos para serem consumidos para controlar a ansiedade, por serem fontes de triptofano – aminoácido precursor da serotonina. Outra alternativa é ingerir cápsulas desse aminoácido.

 

Ingira chás

A maior parte dos chás possuem substâncias que são suaves sedativos, podendo auxiliar no controle da ansiedade no dia a dia. Plantas como melissa, passiflora, valeriana e a famosa camomila são ótimas.

 

Tenha uma rotina de sono

Na hora de dormir é sempre indicado evitar agitação e desgastes excessivos, por seu um momento de relaxamento.

Separe um tempo para se cuidar antes de ir para a cama, ler um livro, ouvir uma música relaxante, podem ajudar e muito no controle de sua ansiedade.

 

Ansiedade ou medo?

O sentimento de medo e ansiedade são bem parecidos, porém, alguns fatores os diferem.

O medo é uma resposta biológica do organismo e serve para nos manter protegidos diante de uma ameaça. Ou seja, o medo acende um alerta em nosso organismo que nos informa um perigo iminente, provocando um alerta interno.

A ansiedade é uma sensação desagradável de apreensão. Fazendo a pessoa antecipar uma situação que pode ou não se tornar realidade. Ela em excesso pode ser prejudicial.

Enquanto o sentimento do medo nos protege do perigo, a ansiedade pode nos estimular para realizar uma tarefa, fazendo com que a atenção esteja toda focada no cenário. Ela, todavia, pode vir sem nenhum motivo aparente, o que torna esse sentimento danoso para a saúde mental.

Acesse o Jornal Acontece e se mantenha informado sobre as principais notícias da baixada santista.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

19 de abril de 2021

Instituto Butantan entrega mais de um milhão de doses da vacina

Leia mais

19 de abril de 2021

Santos vacina lactantes a partir desta quinta

Leia mais

19 de abril de 2021

São Paulo testa reabertura de eventos em Santos

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.