Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

18 de fevereiro de 2020

Atlas da Poluição

 | Jornal Acontece

Pesquisador norte-americano adere

ao projeto das ‘bromélias’ em Guarujá

 

USAR

 

Projeto, que utiliza a planta para medir a poluição na área portuária, 

chamou atenção de pesquisador do Serviço Florestal Americano

 

 

O projeto Atlas da Poluição, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a partir de um termo de cooperação firmado com a Uninove e a USP, contará com o reforço do pesquisador David Nowak, cientista do Serviço Florestal Americano.

 

Pioneiro na Baixada Santista, o ‘Atlas da Poluição’ usa bromélias como bioindicadores de poluição na área portuária de Guarujá. Resultado parcial divulgado em setembro de 2019, relativo à análise da primeira coleta das bromélias, indicou a liberação de altas concentrações de cobre e cádmio em dois pontos da Rua Idalino Pines, conhecida como Rua do Adubo.

 

O anúncio da participação de David Nowak foi feito pelo biólogo e professor da Uninove Maurício Lamano Ferreira, que integra o grupo de profissionais do projeto. Juntos, Nowak e a equipe de pesquisadores farão a análise dos dados coletados. “Dr. Nowak é um expoente em estudos de florestas urbanas e poluição atmosférica. A vinda dele para o projeto que desenvolvemos em Guarujá trará incalculáveis ganhos científicos”, ressalta o biólogo.

 

O secretário de Meio Ambiente, Sidnei Aranha, ressalta a importância de unir a academia à gestão pública. “Esta é apenas a ponta do iceberg. Nós queremos criar pontes entre o conhecimento científico e a administração pública. Há muito trabalho pela frente nos diversos setores ambientais da nossa Cidade”

 

 

Mais uma

 

No começo de março, será feita a última coleta das bromélias espalhadas em diversos pontos de Vicente de Carvalho e, a partir do mesmo mês, os pesquisadores começarão a segunda etapa do projeto, que irá identificar em quais regiões de Vicente de Carvalho a população apresentou maior ocorrência de problemas respiratórios em hospitais da rede pública.

 

A professora da Uninove e também pesquisadora e coordenadora do projeto, Andreza Portella, salienta que a conclusão deste projeto trará fortes benefícios ao município de Guarujá, principalmente para a população de bairros de Vicente de Carvalho, pois um dos desdobramentos desta proposta é subsidiar instrumentos técnicos para a elaboração de políticas públicas.

 

Atlas da Poluição

 

 

O estudo, que está em seu segundo ano de duração, é o maior já feito sobre o tema. Na prática, foi feito o rastreamento e monitoramento da poluição atmosférica utilizando as bromélias do tipo barba-bode, uma planta bioindicadora.

 

A liberação é estimulada pela ação de frear e acelerar os veículos. A rua é via de ligação entre a Rodovia Cônego Domenico Rangoni e a Avenida Santos Dumont, que dá acesso aos terminais do Porto, e o local possui estacionamento de carretas e semáforos, sendo amplamente conhecido justamente pelo constante e intenso tráfego de veículos pesados.

 

A pesquisa permite analisar, diagnosticar e também identificar quem são os agentes poluentes.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

18 de fevereiro de 2020

Atividades Econômicas - Protocolo para reabertura

Leia mais

18 de fevereiro de 2020

Vagas FSFX

Leia mais

18 de fevereiro de 2020

Eleição este ano

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.