Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

26 de março de 2018

Conselheiro Nébias-Valongo

Santos abre edital para segundo trecho do VLT

Também foram entregues os dois últimos VLTs, três equipamentos de via e as últimas cinco portas-plataforma das 15 estações do trecho Barreiros-Porto

O trecho 2 do VLT deu mais um passo para se tornar realidade. Em visita a Santos nesta segunda (26), no centro de controle do modal, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou a autorização para o início da licitação das obras do novo trajeto, que ligará as estações Conselheiro Nébias e Valongo. A licitação será aberta nesta terça (27).

O novo trajeto terá 14 estações de embarque e desembarque (Xavier Pinheiro, Universidades 1, Mercado, Paquetá, Poupatempo, Mauá, São Bento, Valongo, José Bonifácio, Bittencourt, Campos Sales, Universidades 2, Carvalho de Mendonça e Tamandaré). Ligará a primeira parte do VLT à região central, com a expectativa de passar a movimentar 70 mil passageiros por dia em todo o sistema.

O edital de licitação será publicado nesta terça-feira (27), no Diário Oficial do Estado. As obras terão investimento de R$ 270 milhões de recursos estaduais. A previsão é que comecem no segundo semestre e sejam concluídas em 30 meses.

Revitalização

O percurso incluirá vias como Campos Melo, Dr. Cóchrane, João Pessoa, Visconde de São Leopoldo e Constituição. O VLT passará na frente do Mercado Municipal e na área será construído um calçadão para pedestres. A expectativa é que a implantação do modal seja um dos fatores para trazer desenvolvimento a bairros do Centro Histórico, auxiliando no processo de reurbanização. Haverá pavimentação, calçadas acessíveis e intervenções de drenagem nas vias por onde o percurso passa.

O prefeito Paulo Alexandre Barbosa ressaltou a importância que o segundo trecho do VLT terá para a economia da região. “Será uma oportunidade para melhorar milhares de vidas e resgatar a história do Centro, onde a nossa Cidade começou. É fundamental garantirmos que os deslocamentos da população sejam feitos com qualidade”, acrescentou o chefe do Executivo, lembrando que a construção deve gerar mil empregos quando os trabalhos estiverem no ápice.

O primeiro trecho (Barreiros-Porto) está em funcionamento desde 31 de janeiro de 2017, com 15 estações e 11,5 quilômetros de extensão. Atualmente, 280 funcionários trabalham na operação e manutenção.

O secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, revelou que em cerca de um mês será lançada a licitação para elaborar o projeto executivo da terceira fase do VLT, que chegará à Área Continental de São Vicente.

Universidade

Alckmin começou a visita a Santos na Unimes. Ele deu uma aula magna sobre saúde pública no Estado. Depois, participou de sessão solene para inauguração da Biblioteca Geraldo José Rodrigues Alckmin, que leva o nome de seu pai.

Entrega de mais dois VLTs e portas marcam encerramento da fase 1

Na solenidade também foram entregues os dois últimos VLTs contratados (21º e 22º) e três equipamentos de manutenção, além da conclusão da instalação de portas-plataforma nas cinco últimas das 15 estações do trecho Barreiros-Porto, onde ainda não havia o equipamento (Itararé, João Ribeiro, Nossa Senhora de Lourdes, Pinheiro Machado e Terminal Porto).

As portas-plataforma protegem a via férrea e têm o funcionamento sincronizado com o movimento de abertura e fechamento das portas do veículo. Possuem funções como prevenir queda de usuários na via; reduzir o perigo de arraste ou impacto, especialmente dos trens que passam em alta velocidade; melhorar o controle climático da estação; aumentar a segurança, ao não permitir que entrem nas plataformas pessoas não autorizadas e evitar que os usuários joguem lixo na via.

Manutenção

Os equipamentos de manutenção são um vagão-plataforma, um veículo auxiliar de via e um veículo auxiliar de manutenção de rede aérea.

O vagão-plataforma será utilizado para o transporte de materiais, peças e equipamentos entre o pátio de estacionamento e manutenção do Porto e a linha do VLT e vice-versa.

O veículo auxiliar presta serviços para deslocamento rápido de emergência e para sanar algum tipo de ocorrência técnica nos equipamentos, transportando ferramentas, instrumentos e pessoal técnico na cabine. Vai transitar no modo rodoviário, vencendo desníveis e curvas característicos das vias urbanas.

O veículo auxiliar de manutenção de rede aérea executa manutenção, inspeção e medição no sistema de rede aérea, constituído de fio de contato, alimentador e suspensório e de seus acessórios, principalmente na troca de fio de contato e de seu tensionamento.

O governador declarou que as últimas portas-plataforma e o 22º VLT marcam a entrega total da fase 1 do modal. Sobre a fase 2, Alckmin destacou a geração de empregos com a revitalização do Centro Histórico e o caráter estratégico do novo traçado. “Vai passar pelo Complexo Estivadores, universidades, a rodoviária e o Museu Pelé”.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

26 de março de 2018

Novo coronavírus

Leia mais

26 de março de 2018

Combate a Dengue

Leia mais

26 de março de 2018

Expediente em Cubatão

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.