Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

22 de abril de 2020

Curandeirismo

 | Jornal Acontece
Mulher é presa em Guarujá por oferecer ‘gotinhas milagrosas’ contra coronavírus
 
 
Ana Paula Sanches foi indiciada por curandeirismo, pelo fato de prescrever e aplicar substâncias em pessoas, ainda que gratuitamente
 
CURAND
 
A equipe da Diretoria de Força Tarefa da Prefeitura de Guarujá recebeu, na última segunda (20), denúncia de que uma mulher estaria atendendo pessoas em um estabelecimento comercial localizado na Avenida Raphael Vitiello, na Vila Edna, causando aglomeração e colocando em risco quem estava no local, devido a possibilidade de disseminação do novo coronavírus. 
 
Ao chegarem ao endereço, um agente da Guarda Civil municipal (GCM), acompanhado de um fiscal do Município, encontraram uma mulher vestida com um jaleco atendendo uma outra mulher, verificando a  pressão arterial e aplicando na mesma uma solução em gotas. Identificada como Ana Paula Ramos Paiva Sanches, a pessoa de jaleco informou ser voluntária, neuropsicopedagoga (profissão não regulamentada) e que estava atendendo a população de graça, oferecendo medicamentos homeopáticos para fortalecer a imunidade. 
 
Um dia antes, no domingo (19), Ana Paula divulgou um vídeo na internet informando sobre o atendimento no Morro do Macaco Molhado, na Vila Edna, dizendo se tratar de uma medicina alternativa para imunizar pessoas, sem efeito colateral. Segundo o vídeo, todos estariam fortalecidos, mesmo pegando uma virose ou gripe, para enfrentar todos os vírus com mais resistência. E completou dizendo que a medicação seria ministrada somente em gotas, sendo três para adultos, uma para crianças e quatro em idosos.
 
Curandeirismo
Ela foi conduzida à Delegacia Sede de Policia do Guarujá e declarou que atua há muito tempo na Cidade, gratuitamente, somente para ajudar a população. Contou, ainda, que os frascos contendo florais foram doados por uma farmácia de manipulação e que estava cumprindo todas as normas exigidas pela OMS quanto ao distanciamento e uso de máscara e álcool em gel. Finalizando seu depoimento, disse que auxilia a população mais carente, alertando sobre os perigos, que resolve problemas como hipertensão e imunização através de homeopatia.  
 
Ana Paula foi indiciada por curandeirismo, pelo fato de prescrever e aplicar substâncias em pessoas, ainda que gratuitamente. Mesmo não exercendo profissão regulamentada, ela se comprometeu a apresentar à Polícia diplomas e certificações, para comprovar sua boa fé. Foram apreendidos diversos frascos com medicamentos homeopáticos e vitaminas, cuja origem será investigada. A  acusada foi  liberada depois da presença de um advogado
_________________________________________________________________________________________
deodoro
Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

22 de abril de 2020

Atividades Econômicas - Protocolo para reabertura

Leia mais

22 de abril de 2020

Vagas FSFX

Leia mais

22 de abril de 2020

Eleição este ano

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.