Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

22 de janeiro de 2019

Reforma política

Reeleição deve acabar já em 2020

Caso Bolsonaro consiga emplacar a reforma política ainda este ano, cinco prefeitos da região perderão o direito de concorrer no ano que vem.

Ganha força a proposta de reforma política do presidente Bolsonaro (PSL), acabando com a própria reeleição e reduzindo o número de deputados já para a próxima eleição. Mas o bafafá mesmo gira em torno do fato de que o presidente tem pressa e quer aprovar a reforma ainda este ano, o que deverá por fim à reeleição dos prefeitos, já no ano que vem.

Na Baixada perderiam o direito a reeleição Caio Matheus de Bertioga (PSDB), Valter Suman do Guarujá (PSB), Ademário de Cubatão (PSDB), Pedro Gouvêa de São Vicente (MDB) e Luiz Maurício de Peruíbe (PSDB). Como estes prefeitos já trabalham politicamente para a reeleição, o tabuleiro político mudaria completamente, animando setores da oposição e antecipando as disputas internas para a sucessão governistas, que trabalhavam de olho em 2014.

Reeleitos já não poderiam concorrer: Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), Marco Aurélio de Itanhaém (PSDB) e Mourão de Praia Grande (PSDB). Monguaguá está sob imbróglio jurídico.

Reunião do PSL
Bolsonaro se reuniu na semana passada com a bancada do PSL para falar que abriria mão da reeleição em nome da reforma política.

A proposta já tem apoio de ACM Neto, presidente nacional do DEM, que está sendo considerado o segundo partido mais forte no governo.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

22 de janeiro de 2019

Novo coronavírus

Leia mais

22 de janeiro de 2019

Combate a Dengue

Leia mais

22 de janeiro de 2019

Expediente em Cubatão

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.