Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

11 de janeiro de 2022

Santos não realizará desfile no carnaval e decide adiar apresentações

 | Jornal Acontece

Seguindo as orientações das autoridades de saúde da Cidade e do Estado, a Prefeitura de Santos interrompeu os preparativos dos desfiles das escolas de samba 2022. Com a medida, o evento antes previsto para dias 18 e 19 de fevereiro não será realizado.

 

Um novo formato de apresentação para ocorrer em nova data será discutido com Liga Independente e Cultural das Escolas de Samba de Santos (Licess).

 

O anúncio da decisão foi feito pelo prefeito Rogério Santos no final da tarde desta segunda-feira (10). O aumento dos casos de covid-19 e da gripe Influenza foram determinantes para a decisão. Os casos de gripe aumentaram 400%, do começo de dezembro para esta semana. Já os casos de covid-19 cresceram 680%. Por outro lado, o quadro de internação de UTI está estável, por conta dos altos índices de vacinação na Cidade. 

 

“Nossa Cidade está com aumento de casos positivos de covid-19 e de gripe, então não é o momento de aglomeração”, disse o prefeito, reforçando a necessidade de as pessoas manterem os cuidados preventivos contra as síndromes gripais e, principalmente, para que a população tome a dose de reforço da vacina contra a covid-19. Segundo ele, em Santos, 105 mil pessoas aptas a tomar a terceira dose ainda não compareceram aos postos de vacinação.

 

A decisão de não realizar o desfile vai ao encontro de diversas medidas tomadas pela Prefeitura nos últimos meses, também relacionadas a eventos, como forma de prevenção ao avanço da covid-19 e da gripe Influenza. O réveillon na orla não contou com show pirotécnico, os shows de verão na Cidade foram cancelados e, desde o ano passado, já havia sido anunciada a não realização do carnaval de rua em Santos, o Carnabanda.

 

A Licess divulgou também na tarde desta segunda, carta de apoio à decisão da Prefeitura: “nossa entidade tem plena consciência que o atual momento da pandemia não é favorável à realização de eventos carnavalescos, mesmo que isso signifique mais um ano sem a exibição da maior manifestação cultural do País”.

 

O prefeito Rogério Santos elogiou a postura da Liga e das escolas de samba e exaltou o trabalho das agremiações de apoio à sociedade em momentos críticos, como o atual. “A Cidade de Santos sempre deu exemplo de solidariedade. E sempre as escolas se mostraram solidárias, como no caso dos desabamentos em 2020 e durante toda a pandemia, colaborando na arrecadação de alimentos e na vacinação”. 

 

Outras cidades do País, muitas delas nacionalmente conhecidas pelas festas de carnaval, também cancelaram atividades como Salvador, Recife, Olinda, Ouro Preto, Florianópolis, Belo Horizonte, Fortaleza, Curitiba e Cuiabá.

 

“Cancelar um evento é sempre uma medida dura. Mas nosso padrão de procedimento, sempre nos antecipando às situações, vem mostrado que a precaução e a atenção à saúde da população são sempre o melhor caminho”, comentou o secretário de Cultura, Rafael Leal.

 

O presidente da Licess reforçou a preocupação com a saúde e a vida. “As escolas de samba estavam se preparando, pois o desfile não é feito do dia para noite. Mas não podemos colocar a vida das pessoas em risco. A vida das pessoas é o mais importante”, afirmou o presidente da Liga Fábio Przygoda.

 
Foto: Francisco Arrais / PMS

 

 

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

11 de janeiro de 2022

Comece a pensar na programação de sábado. Centro Histórico é a dica

Leia mais

11 de janeiro de 2022

Nutricionista dá dicas para uma alimentação adequada no verão

Leia mais

11 de janeiro de 2022

Aberta inscrições para concurso público para professores

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.