Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

18 de outubro de 2021

Seguro de viagem internacional: o que é e como fazer?

 | Jornal Acontece

Quem não sonha em fazer uma viagem internacional para curtir as férias? Se dar de presente um tempo de descanso fora do país pode ser um presentaço. Se você pretende fazer uma viagem para o exterior, e viver essa experiência marcante que te trará benefícios como vivência com uma cultura diferente, uma nova culinária, um novo clima, moda, costumes etc, vale a pena dar atenção a um item fundamental: um seguro de viagem internacional. Mas para que serve, como faço pra adquirir? Neste artigo te daremos algumas informações relevantes a respeito do assunto.

 

Seguro viagem Internacional: o que é?

 

Este é um seguro do qual não se pode abrir mão na hora de viajar para o exterior. Ele é um contrato fechado com uma seguradora, ela será responsável por prestar assistência durante todo o período em que estiver fora do país caso ocorram problemas. Essas situações adversas serão selecionadas por você no momento em que estiver fechando contrato, ou seja, ele funciona no modelo de pacotes, e a seguradora se compromete a te dar suporte nas situações previstas em seu contrato.

Acima de tudo, o seguro viagem é a garantia que você não terá que se preocupar em resolver problemas burocráticos  porque haverá alguém responsável por isso. Já é bastante desgastante e desagradável ter que lidar com burocracias e pendências em nosso país de origem, imagina ter que lidar com isso num país estrangeiro, onde as normas, leis,e até o idioma é outro? Esse pode ser um transtorno evitado na contratação de um seguro viagem internacional.

 

O que o seguro de viagem internacional cobre?

 

Como nem todos os países mundo afora possuem serviço público de saúde, os seguros cobrem, principalmente, serviços médicos de urgência e emergência 24 horas em hospitais conveniados com a seguradora. Eles cobrem também outros imprevistos como extravio de bagagem, garantindo uma indenização ao contratante caso isso ocorra em algum momento da viagem. Os seguros também podem ser responsáveis pela repatriação do corpo em caso de morte, ou seja, trazer o corpo de volta ao seu país de origem e arcar com as despesas do funeral. Mas é claro, tudo depende do pacote que você irá contratar, havendo mais ou menos situações em que o seguro viagem internacional te dê respaldo.

 

Qual a diferença entre seguro viagem internacional e assistência de viagem?

 

Basicamente, o seguro viagem internacional e a assistência de viagem cumprem as mesmas funções: arcar com gastos de emergência que, porventura, o viajante possa ter. Tanto o seguro quanto a assistência de viagem devem seguir as normas da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados).

Para se enquadrar no padrão de seguro viagem internacional ou assistência de viagem, o plano deve conter obrigatoriamente, assistência em, pelo menos, despesas médicas ou hospitalares, traslado médico, morte acidental em viagem e traslado do corpo.

 

Como contratar um seguro de viagem internacional?

 

Antes de contratar um seguro viagem, pesquise. Use sites de busca para conhecer as opções de seguradora, o que elas oferecem, quais são os planos, quais os valores e se atende suas necessidades em relação à sua viagem e ao período em que ficará fora do país. O seguro pode ser contratado em seguradoras especializadas em oferecer o serviço, no seu banco de confiança, em agências de turismo credenciadas pela SUSEP, no site onde contratou e planejou sua viagem, na companhia aérea responsável pelo seu voo e até na operadora matriz de seu cartão de crédito. As formas de pagamento são facilitadas e você pode escolher a que mais se adequa às suas condições.

 

Quais os riscos de viajar para o exterior sem um seguro?

 

Viajar sem um seguro de viagem internacional pode te trazer dores de cabeça e prejuízos para os quais você não estava preparado. Por exemplo: se você for viajar aos Estados Unidos, e acontecer algo como um acidente doméstico, ou qualquer problema de saúde que te leve a recorrer ao serviço de saúde, ou caso precise de uma ambulância, você terá de arcar com cada centavo, pois o país não conta com sistema público de saúde, e oferece um serviço com  preços bastante elevados. Ou caso sua bagagem seja extraviada no aeroporto e você não consiga recuperá-la mais, não há nenhum responsável por te ressarcir de seus pertences,e você terá que gastar um dinheiro que não esperava comprando, ao menos, itens básicos para sua permanência no país. Em linhas gerais, não vale a pena sair do país sem antes contratar um seguro de viagem internacional. Pode ser que você não precise utilizá-lo em nenhum momento da sua viagem, mas pode ser que precise. E se precisar, vai ser muito bom saber que você investiu num bom seguro que irá resolver tais problemas por você.

Então, pense bem e inclua as despesas com seguro nas suas contas para aquela viagem internacional que vem planejando a tanto tempo!

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

18 de outubro de 2021

Atualização do WhatsApp permite desativar 'última visualização' para contatos específicos

Leia mais

18 de outubro de 2021

SP tem menor taxa de mortalidade infantil da história

Leia mais

18 de outubro de 2021

Vacinação será obrigatória para quem embarcar em cruzeiros

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.