Fale com a gente

|

Tempo

Compra: R$

Venda: R$

21 de novembro de 2018

Viaduto do Casqueiro

Usuários temem ‘rachadura’

Ainda ressabiados com o que aconteceu no viaduto da pista expressa da marginal Pinheiros na zona Oeste de São Paulo, no último dia 15, usuários se assustam com o deslocamento de cabeceira (aparente rachadura) na subida do viaduto Rubens Paiva, no Jardim Casqueiro, em Cubatão.

Durante o feriado, a pedido do secretário municipal de Segurança (e CMT) dr Jefferson Cansou foi realizado um laudo, para verificar se há risco iminente de colapso, no viaduto. Ficou constatada abertura na junção de um dos módulos que compõe o piso por onde trafegam os veículos, logo no acesso ao viaduto. O laudo diz que o deslocamento não oferece risco iminente, pois a parte deslocada está ancorada e não se verificou trincas na estrutura. Porém alerta para que haja monitoramento constante e medidas que visem sanar de forma definitiva o problema. O trabalho foi feito em conjunto pela Defesa Civil, Secretaria de Manutenção, CMT, DER e Ecovias.

Perrengue

O superintendente da CMT informou que estão adiantadas as tratativas para que o governo do Estado transfira a manutenção e administração do viaduto para a Ecovias, o que facilitaria a manutenção. Como o local é de responsabilidade do DER, outros órgãos ficam limitados de atuar.
Outro problema se agrava na descida do viaduto, sentido Cubatão, onde acontecem acidentes e carros são constantemente danificados, por causa dos buracos no asfalto.

O governo estadual também está sendo cobrado para que viabilize o acesso do Viaduto para a Via Anchieta, cuja ausência grotesca irrita os usuários desde a inauguração.

Na promessa

Em junho, em entrevista ao Acontece, o deputado estadual reeleito Caio França (PSB) disse que o viaduto receberia um acesso para a Anchieta, entre outras intervenções, que seriam feitas pela Ecovias, dentro do pacote de contrapartidas exigidas pelo pai, o governador Márcio França, para renovação da concessão. Naquela semana o deputado prometeu que o projeto com as modificações seria anunciado oficialmente ‘em breve’.

DER tranquiliza

Em nota oficial ao Acontece, o DER informou que seus engenheiros avaliaram que o viaduto não oferece riscos aos usuários. Disse ainda que já contatou a empresa responsável pela construção do viaduto para fazer uma nova avaliação técnica conjunta no local, o que deverá apontar as ações necessárias para a correção da junta de dilatação. “Cabe esclarecer que o DER mantém o constante monitoramento do viaduto para garantir a segurança dos usuários”, finaliza a nota.

Publicidade
Publicidade
NOTÍCIAS RELACIONADAS

21 de novembro de 2018

Novo coronavírus

Leia mais

21 de novembro de 2018

Combate a Dengue

Leia mais

21 de novembro de 2018

Expediente em Cubatão

Leia mais
Publicidade
Publicidade
Desenvolvido por KBRTEC

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies e os nossos Termos de Uso.